Início > Outros > Roulottes devem ter manual de boas práticas e formação obrigatória, diz associação

Roulottes devem ter manual de boas práticas e formação obrigatória, diz associação

Fonte: Lusa

A associação que representa a restauração ambulante defendeu hoje a criação de um manual de boas práticas e o estabelecimento de formação mínima obrigatória, para evitar situações de falta de higiene como as detectadas num estudo da Deco.

Estas são as principais medidas apontadas pela Associação para o Desenvolvimento das Actividades em Portugal de Circos, Divertimentos e Espectáculos (ADAPCDE) para combater situações de deficiente funcionamento em roulottes de venda de alimentos.

Segundo um estudo publicado hoje na revista Proteste, da Deco – Associação para a Defesa do Consumidor, apenas quatro de 30 roulottes analisadas obtiveram uma apreciação globalmente positiva e em metade delas foram detectados alimentos com germes.

O presidente da associação que representa a venda ambulante admite que muitas das roulottes estacionadas em cidades têm falhas ao nível de higiene.

“A análise deve ter sido feita a [ roulottes ] que estão paradas e não a quem está em feiras, porque estas são muito visitadas pela fiscalização da ASAE e a percentagem de infracção é pequena. O pessoal que está em roulottes paradas, tenho visto que não tem as condições necessárias, nem têm cuidado”, observou Mário Loureiro à agência Lusa.

A associação vai voltar a apresentar ao Ministério da Economia uma proposta para fixar um número mínimo de horas de formação a todos os funcionários da restauração.

“Não está escrito em nenhum diploma quantas horas de formação tem de ter o pessoal da restauração. Defendemos que a formação pode ser condensada em 16 horas, no mínimo. Manipular carne, por exemplo, exige algumas horas de formação. É só chegar a uma roulottes dessas e vemos que têm apenas duas horas de formação e muitas vezes de formação duvidosa”, comentou.

Mário Loureiro propõe ainda a criação de um manual de boas práticas que defina, por exemplo, a quantidade máxima de alimentos congelados que as roulottes podem guardar.

Um mau congelamento/descongelamento dos alimentos é um dos factores que pode potenciar o aparecimento de germes e de problemas de higiene.

Metade dos cerca de 450 associados da ADAPCDE é do sector da restauração temporária.

Categorias:Outros
  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: