Início > Saúde Pública, Zoonoses > Ministério Público investiga contágio com Brucelose

Ministério Público investiga contágio com Brucelose

Fonte: Tribuna Médica Press

O Ministério Público está a investigar um caso de atentado à saúde pública na aldeia Arcos, concelho de Tabuaço. Há mais de dois anos que um rebanho de ovelhas, em que foi detectada brucelose, se passeia pela aldeia e dois moradores já apresentam sintomas suspeitos de doença. Num dos casos o exame forense detectou mesmo “uma relação de causalidade entre as lesões e a presença do rebanho”. Mas, até agora, nada foi feito pelas autoridades para isolar os animais, como obriga a lei. São duas as famílias que, desde 2008, vivem com cerca de 400 ovelhas à porta de casa. O mau cheiro, os dejectos e a propagação de insectos impede-as muitas vezes de sair. “O pastor teima em deixar os animais em terrenos contíguos às habitações”, contou ao DN Afonso Costa, um dos moradores. A Divisão Veterinária do Douro Sul reconheceu as “suspeitas de que o pastor não apresenta todos os animais a saneamento”. Mas desde então “não foi feito mais nada”, garante Afonso Costa. A situação agravou-se com as queixas dos moradores que se lamentam de problemas de saúde devido à presença do rebanho, sobretudo alergias, pruridos generalizados e problemas respiratórios.

  1. Ainda sem comentários.
  1. No trackbacks yet.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

%d bloggers like this: